As redes sociais como ferramenta de Recursos Humanos

Home / Artigos / As redes sociais como ferramenta de Recursos Humanos
redes sociais

As redes sociais são, sem dúvida alguma, uma ótima ferramenta de informação e comunicação. Uma forma prática de se construir relacionamentos. Porém algumas empresas ainda vêm estas ferramentas como algo negativo, que prejudica na produtividade de seus colaboradores, e dessa forma infelizmente, essas organizações acabam perdendo diversas oportunidades.

Profissionais mais ligados a esta nova era digital, utilizam a mídia para contar a história da organização, prospecção de novos clientes, divulgação de vagas, ou campanhas usando o Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest, LinkedIn, Tumblr e Whatsapp.

Tais ferramentas provindas de redes sociais podem elevar a visibilidade da marca da empresa, trazendo oportunidades de aumento do numero de referencias e indicações obtidas pelos participantes dos locais de publicação. Além da grande vantagem da maior visibilidade da marca, outro ponto fundamental é a possibilidade de contato direto, rápido e prático, tanto com clientes como com possíveis candidatos a vagas disponíveis na organização, transformando a rede social em uma ferramenta de apoio muito útil aos recrutadores da empresa.

Estas redes alcançam um nível maior de candidatos e as qualificações são diversas, além disso, muitas pessoas já deixam seus currículos atualizados nessas plataformas. Estas já estão adeptas a enviar currículos por e-mail, sites e afins, assim o recrutamento fica mais fácil e focado em encontrar os candidatos realmente qualificados.

O lado negativo é que o processo seletivo fica mais dificultoso tanto pela quantidade de inscritos nas vagas, quanto pela padronização dos perfis. Outro ponto de destaque é o receio que existe em alguns departamentos de seleção de candidatos quanto à veracidade dos fatos contidos no documento enviado, todavia, esses mesmos departamentos já possuem implantação de processos para investigarem mais afundo as informações, através das próprias redes sociais e os ciclos que o candidato participa, como grupos, páginas, entre outros.

Podemos dizer que, após essa breve analise, de forma geral as vantagens são mais relevantes que as desvantagens. Por isto, digo a você candidato, seja cauteloso com o conteúdo que você anda postando em suas redes, o seu comportamento na rede social é levado sim em consideração em um processo seletivo. Você realmente deve escolher o que pública em sites, pois pode ser que tenha uma empresa ali te analisando e você não tenha conhecimento que está sendo analisado.

Seu comportamento na mídia social deve ser sim relacionado a quem você é realmente ou busca ser, mas caso libere acesso às empresas deve-se pensar o que as empresas podem ver sobre você, ou o que uma empresa gostaria de ver, acharia interessante sobre você. Atitudes consideradas improprias podem fazer você correr grandes riscos em um processo seletivo, chegando a não ser aprovado e nem convocado para uma entrevista por esse motivo.

Mas voltando as redes sociais, existem também os grupos sociais específicos de cada área ou pessoas com objetivos afins, como vagas de emprego na região onde reside. Estes grupos são ótimas ferramentas de aprendizagem e trocas de experiências, onde existe uma colaboração de todos na solução de diversas situações. É importante ressaltar que ao participar destes grupos devemos evitar conversas controversas ou discussões desnecessárias, porque o objetivo nestes é o auxilio e crescimento profissional de todos os participantes, e não a geração de conflitos que não venham agregar na vida profissional de cada um.

Sendo assim, finalizo afirmando que, as redes sociais se utilizadas com planejamento facilitam a comunicação entre as organizações e os candidatos. Mais um ponto positivo é que é através delas que a empresa consegue acompanhar os seus concorrentes e aumentar a sua competitividade, seja criando um banco de dados com grande variedade de candidatos á vagas, ou alcançando o seu público-alvo, bem como comunicando-se através delas com os candidatos e respondendo dúvidas referentes aos processos seletivos.

 

Texto de Andressa Lopis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *